Crianças e adolescentes podem fazer musculação?

A ideia de que praticar musculação na infância prejudica o desenvolvimento da criança já foi derrubada. Numa das maiores revisões sobre o tema, especialistas do Institute of Training Science and Sports Informatics, na Colónia, na Alemanha, analisaram dezenas de estudos feitos nas últimas décadas sobre treino de força para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Conclusão: a musculação traz benefícios quando bem orientada.

A investigação alemã, publicada na revista Pediatrics, descobriu que as crianças e adolescentes que fizeram treino de resistência pelo menos duas vezes por semana, durante um mês ou mais, tiveram maiores ganhos de força que aqueles que se exercitavam apenas uma vez por semana ou por períodos mais curtos.

O resultado contraria a afirmação de que crianças e adolescentes devem evitar a musculação porque essa actividade resultaria em problemas de crescimento e danos físicos, devido, por exemplo, à falta de testosterona, a hormona que estimula o aumento de massa muscular em adultos. No entanto, deixam alguns conselhos.

Cuidados que as crianças e adolescentes devem ter ao praticar musculação

1) Crianças e adolescentes devem evitar praticar powerlifting, bodybuilding ou treinos de repetições máximas até atingirem a maturidade física e esquelética.

2) Antes de iniciarem um programa de musculação, devem submeter-se a uma avaliação médica. Adolescentes com hipertensão não controlada, convulsões ou que já tenham sido submetidas a tratamentos de quimioterapia não devem fazer musculação até posteriores avaliações ou tratamentos.

3) Crianças com doenças cardíacas congénitas complexas (cardiomiopatia, hipertensão pulmonar ou síndrome de Marfan) devem consultar um pediatra cardiologista antes de iniciarem qualquer programa de treino.

4) Os treinos de musculação devem incluir um período de 10 a 15 minutos de aquecimento e alongamentos pós-treino.

5) Os atletas devem ingerir líquidos suficientes e ter uma alimentação adequada uma vez que ambas são vitais para o desempenho, recuperação e fornecimento de energia.

6) Os exercícios de musculação específicos devem ser inicialmente aprendidos sem utilização de qualquer carga, de forma a primeiro dominar a forma correcta. Os treinos devem consistir em 2 a 3 séries com muitas repetições (8 a 15) 2 a 3 vezes por semana. O plano de treino deve durar pelo menos 8 semanas.

7) um programa de treino geral deve levar em conta todos os grupos musculares, incluindo o núcleo abdominal. Os exercícios devem ser executados em toda a sua amplitude de movimento.

8) Qualquer sinal de lesão resultante do treino de musculação deverá ser avaliada na sua integridade antes de permitir que a criança ou o adolescente volte a treinar.

9) Os instrutores ou treinadores pessoais devem possuir formação em treino de menores.


REFERÊNCIAS:
Strength Training by Children and Adolescents, Pediatrics Vol. 121 No. 4 April 1, 2008, pp. 835 -840

Autor: Ta Fitness

O Tá Fitness nasceu em 2012. É um portal dedicado ao exercício físico, à alimentação e ao bem-estar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.