Maca Peruana aumenta a libido mas não a testosterona

As marcas de suplementação desportiva esforçam-se por disponibilizar no mercado os ingredientes mais eficazes, quaisquer que sejam os fins a que estes se destinam. Se em alguns suplementos como whey e creatina não há muito por onde inventar, já quando falamos nos pro-hormonais a história é diferente.

O mundo dos pro-hormonais suplementos que prometem aumentar a produção endógena de testosterona representa um desafio para as marcas, que têm de formular produtos com ingredientes legais, sem efeitos secundários e, claro, que façam aquilo que prometem.

Um dos ingredientes mais recentes que promete aumentar os níveis hormonais é a maca peruana. A maca peruana é o nome pela qual a planta Lepidium meyenii é conhecida e, conforme sugerido pelo nome, cresce em algumas zonas montanhosas do Peru.

O que diz a ciência?

Apesar do entusiasmo que esta planta possa gerar, nenhum estudo científico comprovou os seus efeitos no aumento dos níveis hormonais.

Num estudo que durou 12 semanas, homens entre os 21 e os 56 anos de idade consumiram diariamente 1,5gr, 3gr de maca peruana ou um placebo. Os investigadores recolheram regularmente amostras sanguíneas para verificar se a maca peruana foi capaz de provocar alterações significativas nos níveis hormonais, em relação ao grupo placebo. Não foi [*1].

maca peruana e testosterona

A maca peruana também não aumenta a performance desportiva, de acordo com um estudo em que atletas com experiência de treino consumiram 10gr de extrato de maca peruana durante duas semanas. No entanto, foi verificado um aumento na libido dos atletas [*2].

De facto, a maca peruana parece ser eficaz a aumentar a libido [*3] e a melhorar o desempenho sexual [*4], no entanto, estas melhorias não são mediadas pela produção hormonal.

Não parece haver dúvidas de que, neste ponto, a suplementação com maca peruana em indivíduos com problemas de disfunção erétil pode ser interessante. Doze semanas de suplementação com 2,4gr diários de maca peruana foi eficaz a melhorar a percepção de satisfação sexual de 50 homens caucasianos [*5].

Uma dose de 3,5 gramas do extrato desta planta também pode ajudar a reduzir os sintomas da menopausa, segundo demonstrado num estudo de 6 semanas [*6].

Conclusão

Segundo a literatura científica disponível, a maca peruana parece realmente ajudar a aumentar a libido e melhorar o desempenho sexual. No entanto, estes efeitos são independentes da estimulação hormonal.

Os estudos científicos têm falhado repetidamente em demonstrar que a maca peruana aumenta os níveis de testosterona, hormona luteinizante, hormona de crescimento ou de hormona folículo-estimulante.


REFERÊNCIAS OU NOTAS:
[*1] Gonzales GF, et. al., Effect of Lepidium meyenii (Maca), a root with aphrodisiac and fertility-enhancing properties, on serum reproductive hormone levels in adult healthy men, J Endocrinol. 2003 Jan;176(1):163-8
[*2] Stone M. et. al., A pilot investigation into the effect of maca supplementation on physical activity and sexual desire in sportsmen, J Ethnopharmacol. 2009 Dec 10;126(3):574-6
[*3] Dording CM. et. al., A double-blind, randomized, pilot dose-finding study of maca root (L. meyenii) for the management of SSRI-induced sexual dysfunction, CNS Neurosci Ther. 2008 Fall;14(3):182-91
[*4] Shin BC. et. al., Maca (L. meyenii) for improving sexual function: a systematic review, BMC Complement Altern Med. 2010 Aug 6;10:44
[*5] Zenico T. et. al., Subjective effects of Lepidium meyenii (Maca) extract on well-being and sexual performances in patients with mild erectile dysfunction: a randomised, double-blind clinical trial, Andrologia. 2009 Apr;41(2):95-9
[*6] Brooks NA. et. al., Beneficial effects of Lepidium meyenii (Maca) on psychological symptoms and measures of sexual dysfunction in postmenopausal women are not related to estrogen or androgen content, Menopause. 2008 Nov-Dec;15(6):1157-62

Autor: Marcos Sabino

Marcos Sabino criou o Tá Fitness em 2012. Licenciou-se em Comunicação Social na Universidade do Minho, onde também tirou o mestrado. Trabalhou 4 anos na Prozis, em Portugal, e em 2014 mudou-se para Inglaterra onde trabalha desde então na Myprotein. Possui um canal no Youtube onde dá dicas de nutrição e suplementação e um perfil no Instagram (@marcossabinofitness).

Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *