A massagem pode ajudar na hipertrofia?

Neste artigo do Tá Fitness pudemos conhecer uma nova metodologia de treino o método FST -7 que nos mostrou como podemos estimular o músculo ao máximo com o objectivo de esticar a fáscia muscular.

Hoje venho explicar como a massagem pode auxiliar e potencializar este efeito. Mas antes vamos perceber o que é a fáscia muscular.

O que é a fascia muscular?

A fáscia é um tecido conjuntivo que envolve a encapsula cada músculo em toda a sua extensão. Trata-se de um tecido translúcido e esbranquiçado, de espessura variável e de pouca elasticidade. Serve para separar as fibras musculares e permitir que os músculos deslizem entre si.

Em certos sítios, a fáscia torna-se mais espessa e pouco elástica criando prolongamentos que vão prender o músculo ao esqueleto (ossos) criando os septos intermusculares. Estes são responsáveis pela divisão dos grupos musculares em secções que ocorrem ao longo dos membros e tronco. Quando vamos ao talho e compramos uma peça de carne, ela vem muitas vezes envolta num tecido esbranquiçado e translúcido, isso é a fáscia muscular.

massagem desportiva

A espessura da fáscia é a principal responsável pela definição muscular, pois quanto mais fina ela for, mais detalhes das fibras musculares ela mostrará. Normalmente, a espessura da fáscia muscular é de origem genética mas pode ser trabalhada através do treino, dos alongamentos e da massagem profunda.

Quanto mais espessa for a fáscia menos elástica ela é, o que pode tornar a hipertrofia num processo mais demorado. Isto acontecerá pois a fáscia é obrigada a esticar para acompanhar o crescimento muscular. Por norma, os atletas têm uma fáscia muscular mais fina permitindo ver todos os detalhes das fibras musculares.

Já repararam que quando começaram a treinar foi difícil conquistar a hipertrofia da massa muscular, mas, se pararmos de treinar por um período de tempo e depois recomeçarmos é mais fácil voltar a ganhar aquele músculo do que foi ao princípio?

Muitos denominam este fenómeno por memória muscular. Mas a razão de ser mais fácil recuperar a massa muscular deve-se também ao facto de a fáscia muscular já ter mais elasticidade, já foi esticada anteriormente e agora já não oferece tanta resistência ao crescimento muscular.

Podemos esticar e afinar a fáscia muscular, aumentando a sua elasticidade de duas formas: alongando (alongamentos e massagem) e criando um pump na massa muscular (treino FST -7).

Como é que a massagem pode ajudar na hipertrofia?

É comum os atletas recorrerem à massagem com auxílio no afinamento da fáscia musuclar, tentando desta forma tornar a sua definição muscular mais aparente.

A massagem profunda liberta a adesão dos tecidos, descompactando o tecido muscular e melhorando a separação dos vários compartimentos. A massagem promove um aumento de flexibilidade nos músculos, reduz a rigidez e aumenta a elasticidade dos tecidos envolventes (fáscias) permitindo ao treino de hipertrofia ser mais produtivo e não sofrer a resistência criada pela fáscia muscular.

Para além destes benefícios, a massagem tem muitos outros benefícios que podem ajudar no processo de recuperação e regeneração das fibras musculares. Descobre mais no nosso artigo “A massagem pode aumentar a performance desportiva?“.

Autor: Marcos Sabino

Marcos Sabino criou o Tá Fitness em 2012. Licenciou-se em Comunicação Social na Universidade do Minho, onde também tirou o mestrado. Trabalhou 4 anos na Prozis, em Portugal, e em 2014 mudou-se para Inglaterra onde trabalha desde então na Myprotein. Possui um canal no Youtube onde dá dicas de nutrição e suplementação e um perfil no Instagram (@marcossabinofitness).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *